gás natural

Em conclusão, acender o fósforo foi o meu erro. Mas estava apenas a tentar apanhar o rato“, disse Vito Bustone aos divertidos médicos da unidade de queimados do hospital de Salt Lake City.
Bustone, e o seu parceiro homossexual Kikki Rodriguez, deram entrada no hospital, para tratamento de emergência, após uma sessão de brincadeira sexual que deu para o torto. “Eu empurrei o tubo de cartão pelo recto dele acima e enfiei o Faggot (Maricas), o nosso rato de estimação, lá dentro” explicou ele. “Como é hábito, o Kikki gritou “Armageddon”, o nosso sinal demonstrativo de que já chega. Eu tentei recuperar o Faggot mas ele não saía, então espreitei para dentro do tubo e acendi um fósforo pensando que a luz o poderia atrair“.
Na improvisada conferência de imprensa, um porta-voz do hospital descreveu o que se passou a seguir: “A chama inflamou uma bolsa de gás intestinal e a chama resultante disparou pelo tubo, incendiando o bigode do Sr. Bustone e causando-lhe queimaduras sérias na face. Também queimou o pelo e bigodes do rato, que, por sua vez, incendiou uma outra bolsa de gás, ligeiramente maior, um pouco mais para dentro do intestino, disparando o roedor para fora do ânus como uma bala.
Bustone sofreu queimaduras de segundo grau e um nariz partido, causado pelo impacto do rato, enquanto que Rodriguez sofreu queimaduras de primeiro e segundo graus no ânus e parte inferior do intestino. O Xerife Hugo Root declarou mais tarde aos repórteres: “Eu tenho pena é do Faggot. Enfiado na entrada de serviço de um maricas“.

explosao

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>