a bíblia 2.0 beta! agora e 2 cd’s

Tendo em vista que os verdadeiros seguidores já estão à espera há 2 mil anos, finalmente surge uma nova versão da Bíblia: The Bible 2.0 beta!

Naturalmente, as alterações são tantas que nós julgamos que o salto de um número de versão é plenamente justificado.

Vê as novas características, uma por uma:

O número de Mandamentos foi aumentado de 10 para 15, com a adição de 5 Mandamentos definidos pelo utilizador (user-defined Commandments).

Uma terceira parte: “The Brand New Testament”, um novíssimo Testamento novinho em folha. Inclui também “The Really Cool Testament for Kids!”, um Testamento baril para crianças. Com dedicatórias autografadas por Deus, Jesus e Maria.

Agora, ao invés de apenas um, até dez deuses são possíveis! Até mesmo deusas (fêmeas)! Inclui um kit “Construa o seu Deus”.

Texto introdutório com muitas ilustrações para os iniciados. Deixe “Herodes, o anfitrião feliz” guiá-lo através de hipertexto.

Por pressão popular, Moisés foi completamente eliminado.

Sexo antes do casamento: agora é permitido!

Homosexualidade: agora é permitida!

Sexo anal: já não é um pecado mortal, passou uma falta menor (multa de 5 euros)!

Na versão shareware, um Papa engraçadinho lembra-te a toda a hora a necessidade de pagar. Na versão completa, o Papa desaparece! Na versão deluxe, tu tornas-te o Papa!

Interruptor paraíso/inferno (binário) agora expandido para:
- EuroDisney
- Madeira
- Maldivas
- Battlestar Gallactica
- FidoNet
Seleção por fuzzy logic ou aleatória!

O dilúvio agora pode ser ampliado para:
- terremoto
- ataque alienígena de Andromeda VI
- bomba atómica
- CIA
- OJ Simpson
- espinafre

A reprodução de Deus através de uma virgem foi ampliada utilizando a última palavra em engenharia genética! Agora há também irmã de Deus, filha, androides e robots!

Ao invés da inevitável crucificação, agora podes escolher entre:
- tiro derradeiro de misericórdia
- SIDA
- acidente automóvel
- suicídio
- corante alimentar supostamente seguro de acordo com o Ministério da Saúde
- WINDOWS
- amnistia

A versão completa já está disponível para os fanáticos religiosos! Raciocínio e pensamentos lógicos já podem ser completamente desabilitados!

Agora para “ELE”, ao invés de um simples negrito, suporte completo ao ANSI: color, inverse, blinking… Experts são automaticamente reconhecidos.

WYSIIB: “What You See: Ignore It. Believe!”

Corre igualmente sob Windows!

A já conhecida e apaixonada intolerância e opressão da versão The Bible 1.0 tem obviamente que ser levada em conta. Desta forma, todas as exclusões e excomungações são agora suportadas de forma completamente intuitiva.

Por apenas 666 euros em qualquer loja especializada ou diretamente através do Vaticano (por favor, incluir o cheque).

Requisitos do sistema:
- psicologia simplória, carisma, muito dinheiro e um monte de crentes obstinados.

a_biblia

o Pai Natal existe?

Em resposta a uma avassaladora quantidade de solicitações recebidas, e contando na nossa pesquisa com a ajuda da renomada publicação cientifica SPY Magazine (Janeiro, 1990) – tenho o prazer de apresentar as conclusões do Annual Scientific Inquiry Into Santa Claus (Pesquisa Cientifica Anual Sobre Pai Natal).

1) Nenhuma espécie conhecida de rena pode voar. MAS restam cerca de 300.000 espécies de organismos vivos ainda não classificados. Embora a maior parte destes organismos seja constituída de insectos e de germes, isto não elimina TOTALMENTE a possibilidade de renas voadoras que somente o Pai Natal pode ver.

2) Existem cerca de 2 biliões de crianças (pessoas com menos de18 anos) no mundo. PORÉM, visto que o Pai Natal (aparentemente) não lida com crianças muçulmanas, hindus, judias e budistas, temos nosso universo de trabalho reduzido para 15% deste total, isto e’, 378 milhões de pessoas de acordo com o US Population Reference Bureau. Considerando uma média de 3,5 crianças por residência (segundo o último censo), temos 91,8 milhões de lares. É aceitável supor que exista pelo menos uma criança boazinha em cada um destes domicílios.

3) O Pai Natal tem 31 horas no dia de natal para executar o seu trabalho, graças aos diferentes fusos horários e à rotação da Terra, assumindo que ele viaja de leste para oeste (o que parece mais lógico). O que nos leva a 822,6 visitas por segundo. Isto é o mesmo que dizer que, para cada lar cristão com uma criança que foi boazinha o ano todo, o Pai Natal dispõe de aproximadamente 1/1000 (1 milésimo) de segundo para estacionar, saltar do trenó, escalar a casa, descer pela chaminé, encher as meias, distribuir os presentes restantes sob a árvore, comer o lanche que porventura lhe tenha sido deixado, voltar pela chaminé, entrar novamente no trenó e dirigir-se para a casa seguinte. Assumindo que cada uma destas 91,8 milhões de paragens estão uniformemente distribuídas em volta da superfície da Terra (o que, evidentemente, sabemos ser falso mas, com o propósito de simplificar os nossos cálculos, vamos aceitar como correcto), estamos então afalar de cerca de 1,26 quilómetros por residência, totalizando uma viagem de 121,48 milhões de quilómetros. Não contando as eventuais paragens para fazer aquilo que a maioria de nós precisa fazer pelo menos uma vez a cada 31 horas, mais alimentação e etc. Isto significa que o trenó do Pai Natal se desloca a uma velocidade de 1045 quilómetros por segundo, ou 3000 vezes a velocidade do som. A título de comparação, o veiculo mais rápido construído pelo homem, a sonda espacial Ulisses, desloca-se a uns modestos 44 quilómetros por segundo. Vale lembrar ainda que uma rena normal consegue alcançar a velocidade máxima de 25 quilómetros por hora.

4) A capacidade de carga do trenó pode adicionar outros elementos interessantes à investigação. Assumindo que cada criança não ganha mais que um conjunto médio de Lego (900 gramas), o trenó estará a carregar 321300 toneladas, não incluindo o próprio Pai Natal, invariavelmente descrito como extremamente obeso. No solo, uma rena convencional pode puxar não mais que 135 quilos. Mesmo admitindo que uma “rena voadora” (veja ponto #1) possa puxar DEZ VEZES esta carga, não seria possível executar este trabalho com apenas 8 ou mesmo 9 renas. Seriam necessárias 214200 renas voadoras. Isto aumenta o peso do conjunto, sem contar o peso do trenó, para 353430 toneladas. Mais uma vez, a título de comparação, isto é 4 vezes o peso do transatlântico inglês Queen Elizabeth.

5) 353000 toneladas viajando a 1045 quilómetros por segundo cria uma enorme resistência do ar — isto queimaria as renas voadoras de uma forma similar a como queimam as naves espaciais aquando da reentrada na atmosfera da Terra. Deste modo, o primeiro par de renas à frente do trenó irá absorver 14,3 quintilhões de joules de energia. Por segundo. Cada. Em resumo, elas evaporar-se-iam em chamas, quase que instantaneamente, expondo as renas imediatamente atrás delas, que teriam o mesmo destino, provocando sucessivas e ensurdecedoras explosões supersónicas no seu trajecto. A total vaporização de todo o grupo de renas levaria apenas 4,26 milésimos de segundo. Enquanto isso, o Pai Natal seria submetido a uma forca centrífuga 17500,06 vezes maior que a gravidade. Um Pai Natal de 115 quilos (o qual nos parece burlescamente magro) seria esmagado na parte traseira do seu trenó por 1954700 quilogramas-força.

CONCLUSÃO:

Se o Pai Natal de facto ENTREGAVA presentes na véspera de Natal, agora está morto.

SORRY! *:(

pai_natal

carta de um gajo que não queria ir à tropa

Exmo. Sr. Ministro da Defesa,

Venho por este meio explicar-lhe uma situação delicada que tem vindo a ocorrer, de maneira a poder obter um eventual apoio vindo de Vossa Exa;
Tenho 24 anos, e fui esta semana chamado para ir à tropa. Sou casado com uma viúva de 44 anos, mãe de uma jovem de 25 anos, da qual sou padrasto. O meu pai, por seu lado, casou-se com essa jovem em questão.
Neste momento, o meu pai passou a ser o meu genro, uma vez que se casou com a minha filha.
Deste modo, a minha filha, ou chamemos-lhe enteada, passou a ser a minha madrasta, uma vez que é casada com o meu pai.
A minha esposa e eu tivemos, no mês passado, um filho.
Esse filho tomou-se o irmão da mulher do meu pai, portanto o cunhado do meu pai.
O que faz com que seja o meu tio, uma vez que é o irmão da minha madrasta.
O meu filho é, portanto, o meu tio…
A mulher do meu pai teve no Natal um rapaz, que é ao mesmo tempo o meu irmão, uma vez que ele é filho do meu pai, mas o meu neto por ser o filho da minha enteada, filha da minha esposa. Desta maneira sou o irmão do meu neto!
E como o marido da mãe de uma pessoa é o pai da mesma, verifiquei que sou o pai da minha esposa, e o irmão do meu filho.
Resumindo: sou o meu avô!!!
Deste modo, Sr. Ministro, peço-lhe que estude pacientemente o meu caso, porque a lei não permite que o pai, o filho, e o neto sejam chamados à tropa na mesma altura.

Agradecendo antecipadamente a sua atenção, mando-lhe os meus melhores cumprimentos.

tropa1